Redes Sociais

Rede Social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que compartilham valores e objetivos comuns. Uma das fundamentais características na definição das redes é a sua abertura, possibilitando relacionamentos horizontais e não hierárquicos entre os participantes. “Redes não são, portanto, apenas uma outra forma de estrutura, mas quase uma não estrutura, no sentido de que parte de sua força está na habilidade de se fazer e desfazer rapidamente.

Hackers e Crakers

Esses termos são comuns na área de informática, mas geram bastante confusão. Muita gente acha quehacker (a palavra hack foi criada na década de 50 para descrever modificações inteligentes em relés eletrônicos) e cracker (cracking = quebra) significam a mesma coisa. Na verdade, o termo hacker significa alguém que muda alguns programas através de técnicas simples e inteligentes com intuito de melhorar esses programas. Normalmente o hacker é uma pessoa do lado bom enquanto que o cracker é uma pessoa sem ética ou escrúpulos.

Os hackers e crackers são pessoas inteligentes, porém, enquanto os hackers usam sua inteligência para o bem, os crackers a usam para o mal.

Phishing

Phishing é o empréstimo que designa as tentativas de obtenção de informação pessoalmente identificável através de uma suplantação de identidade por parte de criminosos em contextosinformáticos (engenharia social).[1][2]  A palavra é um neologismo criado a partir do inglês fishing (pesca) devido à semelhança entre as duas técnicas, servindo-se de um isco para apanhar uma vítima. Em 2014, estimava-se que o seu impacto económico mundial fosse de 5 mil milhões de dólares.

Worms

Um worm (termo da língua inglesa que significa, literalmente, “verme“) é um programa autorreplicante, diferente de um vírus. Enquanto um vírus infecta um programa e necessita deste programa hospedeiro para se alastrar, o worm é um programa completo e não precisa de outro para se propagar. Um worm pode ser projetado para tomar ações maliciosas após infestar um sistema. Além de se autorreplicar, pode deletar arquivos em um sistema ou enviar documentos por email.

Boot

Vírus de Boot foi um dos primeiros tipos a surgirem no mundo. Os vírus de boot surgiram nos discos flexíveis de 360k, em 1988. Antigamente eles se alojavam no primeiro setor do disquete flexíveis de 5 1/4, e ocupavam cerca de 1k ou menos.

Na memória são alojados no endereço 0000:7C00h do Bios, e quando o boot ocorre, o vírus se transfere para este endereço e depois se auto-executa.

Vírus Informáticos

Em informática, boot é o termo em inglês para o processo de iniciação do computador que carrega o sistema operacional quando a máquina é ligada.

Muitos computadores podem executar apenas códigos existentes na memória de trabalho (ROM ou RAM); os sistemas operacionais modernos são normalmente armazenados em disco rígido, CD-ROM ou outros dispositivos de armazenamento. Logo que o computador é ligado, ele não tem um sistema operacional na memória. O hardware do computador não pode fazer as ações do sistema operacional, como carregar um programa do disco; assim um aparente insolúvel paradoxo é criado: para carregar o sistema operacional na memória, precisamos de um sistema operacional já carregado.